Moçambique entre os melhores no desenvolvimento estatístico em África

In Senza categoria

<p>Moçambique ocupa o segundo lugar no Índice Africano de Desenvolvimento de Estatística (ASDI), pontuando 0,692, segundo um estudo realizado pela Comissão Africana de Estatística das Nações Unidas (UNECA) na sua primeira edição divulgada na III Sessão do Comité de Estatística da UNECA (StatCom) que teve lugar recentemente na Cidade do Cabo.</p>

 

No encontro da Cidade do Cabo, Moçambique foi ainda eleito primeiro vice-Presidente do ‘StatCom’ que passa a ser liderado pelo Gana. O primeiro lugar do ‘ranking’ foi ocupado pela África do Sul (0,703) e a Nigéria posicionou-se imediatamente abaixo de Moçambique com 0,645. 

 

Estes resultados mostram que nos três países primeiros classificados os sistemas estatísticos nacionais funcionam de forma harmoniosa, o nível de coordenação é considerado excelente, as infra-estruturas estatísticas estão de acordo com as necessidades pré-estabelecidas, bem como permitem uma avaliação regular das necessidades dos usuários. Por outro lado, os mesmos significam que a recolha de dadosestatísticos, o seu arquivo, a análise e divulgação são realizados dentro dos parâmetros definidos internacionalmente. 

 

O ASDI apurou que estes três países têm desenvolvido um esforço assinalável na concretização das suas estratégias e planos de actividade no campo de produção e disseminação de informação estatística.

A AIM apurou que para a realização do estudo, que se enquadra na implementação do chamado Quadro de Referência Estratégica para Capacitação Estatística em África, foram recolhidos dados de 43 aspectos agrupados em 5 grandes categorias, nomeadamente: Organização e Coordenação do Sistema Estatístico Nacional, Infra-estruturas estatísticas, Disseminação de dados estatísticos, Desenvolvimento de Recursos Humanos e Capacidade de Mobilização de Recursos Financeiros para a Actividade Estatística, considerados determinantes para a produção de estatísticas de qualidade.

As instituições produtoras de estatísticas assim como os sistemas estatísticos dos três países atingiram, ao longo de 2010 (horizonte temporal avaliado), índices considerados maiores para cada um dos cinco aspectos avaliados, do que a média geral de todos os países.

Pela ordem decrescente, os restantes países participantes são: Burquina Faso, Níger, Uganda, Malawi, Algéria, Botswana, Maurícias, Zimbabwe, Camarões, Etiópia, Costa do Marfim, Quénia, Tunísia, Gana, Mali, Ruanda, Gâmbia, Tanzânia, Chade, Congo Brasaville, Libéria, República Democrática de Congo (RDC), Namíbia, Mauritânia, Guiné-Bissau, Benin, Lesoto, Guiné Equatorial, República Centro Africana, Sudão, Madagáscar, Burundi, Seicheles, Djibuti, Guiné, Togo, Comores, Cabo Verde, Eritreia e Suazilândia.  

 

Source

Portal do Governo de Mocambique 

 

Originally Published 2012-03-08

Submit a comment